SIMED-PB



Notícias

NOTA DE REPÚDIO - Ato bárbaro contra o médico FRANCISCO MARTINS FORMIGA.

NOTA DE REPÚDIO - Ato bárbaro contra o médico FRANCISCO MARTINS FORMIGA.


03.01.2019

NOTA DE REPÚDIO O SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DA PARAÍBA – SIMED-PB,

vem a público se solidarizar e manifestar seu total repúdio ao ato bárbaro e covarde praticado contra o médico FRANCISCO MARTINS FORMIGA.

A agressão ocorreu dia 24/02/2019, quando o médico desempenhava suas funções no Hospital Universitário Júlia Bandeira, filial da EBSERH no município de CajazeirasPB, pelo pai de um paciente menor de idade.

Conforme relatado no boletim de ocorrência policial, o paciente deu entrado no hospital as 05h08m do dia 24/02/2019, sendo classificado no risco amarelo, onde o médico agredido ao ser chamado para atendimento, apresentou-se em menos de 05 minutos para prestar assistência ao menor.

No entanto, ao chegar para atender o paciente, o genitor do mesmo, completamente fora de si, começou a gravar de seu celular e a gritar no corredor que “iriam matar o seu filho” “que esse hospital é acostumado a matar crianças”, quando então foi advertido pelo médico a parar de grava-lo sem autorização sob pena de ter de chamar a polícia. Após a advertência, o médico manifestou a quebra da relação médico-paciente, indicando outra colega para atendimento, visto que temia pela sua integridade física.

Como as agressões não cessaram, a Polícia Militar foi acionada, e com a chegada da guarnição policial, o agressor se conteve e parou as filmagens, todavia, permaneceu encarando o médico como se quisesse intimidá-lo ainda mais.

O mais grave e lamentável, é que na empresa EBSERH filial HUJB possui segurança armada, todavia, a mesma faz apenas a guarda do patrimônio, ou seja, deixa os empregados largados à própria sorte, sem nenhuma segurança, ficando expostos diretamente a situações de riscos como essa ora apresentada.

Este já é o segundo caso de violência noticiado pelo SIMED-PB em 2019, somando-se a outra dezenas de casos anteriores que já denunciamos as autoridades competentes pela falta de segurança e violência onde muitos médicos, assim como todos os profissionais de saúde têm vivenciado dentro do próprio ambiente de trabalho.

Diante deste lamentável episódio de violência, o Sindicato dos Médicos do Estado da Paraíba cobra desde já das autoridades, em especial, da EBSERH – Filial HUJB, para que reveja o seu contrato de segurança armada e o estenda para a guarda física e moral dos seus empregados, tal qual fez a Filial do HULW após uma ocorrência de violência também sofrida por um médico.

Por fim, reiteramos nosso compromisso de defesa intransigente dos médicos, não aceitando em hipótese alguma qualquer tipo de agressão e/ou ameaça contra os nossos colegas, especialmente quando do desempenho de suas funções. O Médico salva vidas e sua vida não pode estar em risco no ambiente de trabalho.

BASTA DE VIOLÊNCIA!

João Pessoa, 28 de fevereiro de 2019.

ADRIANO SÉRGIO FREIRE MEIRA PRESIDENTE DO SINDICATO DOS MÉDICOS DO ESTADO DA PARAÍBA 

ÁREA DO ASSOCIADO TRANSPARÊNCIA SIMED

Clima e Tempo


redes sociais

associe-se

Um Sindicato forte com organização e serviços à sua disposição.

Horário de funcionamento
Segunda a Sexta-feira
08:00 as 17:00
Avenida Camilo de Holanda, 826, Centro
Fone: 0xx (83) 3244-6259 | 3034-4777
faleconosco@simedpb.org.br
João Pessoa - Paraíba